Governador aprova lei que proíbe a criação de animais para extração de pele em São Paulo

29/10/2014 por Revista dos Vegetarianos

0
chinchilla

O Projeto de Lei, de autoria do deputado Feliciano Filho, foi sancionado no último dia do prazo


O governador Geraldo Alckmin sancionou o PL 616/11 de autoria do deputado Feliciano Filho (PEN), que proíbe a criação de animais para a extração de sua pele no estado de São Paulo. “Eu quero agradecer e também parabenizar o governador Geraldo Alckmin pela sensibilidade e por ter entendido o anseio da sociedade, que não suportava mais assistir ao sofrimento de animais indefesos por conta da vaidade humana e de interesses financeiros de algumas pessoas”, escreveu o deputado em sua página no Facebook na tarde de ontem.

A proposta, que foi aprovada em setembro pela Assembleia Legislativa, inclui a proibição da criação ou manutenção de qualquer animal nativo, exótico, silvestre, ornamental, doméstico ou domesticado para o uso na indústria de extração de peles. Os infratores receberão multas de 500 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo por animal, o que corresponde a cerca de R$ 10 mil, além de ter o registro de Inscrição Estadual de criador cassado. Em caso de resistência, o valor da multa dobra.

No Brasil, os principais animais explorados para serem mortos e se tornarem casacos são os coelhos e as chinchilas. Mesmo antes da sanção do governador, criadores desses animais começaram o abate. Um criador de Sorocaba afirmou no início de outubro que que 1.500 animais haviam sido mortos.

Via ANDA


Site integrante do portal Europanet | Copyright © 2018 Editora Europa Ltda. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site