O mito da proteína

09/01/2017 por Revista dos Vegetarianos

0
mito-proteina-veg59

No início, ao adotar uma dieta vegetariana, parece que estamos remando contra a correnteza


Por: Marco Clivati –

É preciso lidar com pressões sociais, principalmente da família; mudar hábitos alimentares; acabar com as próprias incertezas acerca da nutrição vegetariana; e até enfrentar a falta de informação de alguns profissionais da área de saúde.

Nesta nova jornada, todos que decidem abolir a carne do cardápio acabam se deparando com um mito: a questão da proteína. A crença de que nosso organismo precisa de proteína de origem animal para sobreviver é propagada até os dias de hoje.

O fato é que essa inverdade já foi derrubada há muitos e muitos anos pela ciência. Os vegetais, em média, apresentam 23% de proteína e todos os aminoácidos essenciais são encontrados em abundância no reino vegetal. Ou seja, por mais equivocada que seja a alimentação de um vegetariano, é praticamente impossível alguém apresentar deficiência desse nutriente.

Nutridos de informação, uma braçada após a outra, vamos vencendo a correnteza. Em pouco tempo, essa correnteza vira a nosso favor e, junto a ela, vamos abrindo os olhos de novos humanos e salvando a vida de milhares e milhares de animais.

Esse texto foi retirado da Revista dos Vegetarianos, seção Editorial, edição 59.


Site integrante do portal Europanet | Copyright © 2017 Editora Europa Ltda. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site