Aposta no tempeh

26/01/2017 por Revista dos Vegetarianos

0
mun-artesanal22-veg122

Supernutritivo e pouco conhecido no Brasil, o produto é o grande diferencial da empresa Mun Artesanal


Os sócios Thomas Hendee e Eduardo Lopes, de 26 e 33 anos, respectivamente, estão por trás da Mun Artesanal, empresa que surgiu há pouco mais de um ano e tem como carro-chefe o tempeh, um alimento altamente proteico originário da Indonésia e resultante da fermentação de grãos de soja.

mun-artesanal-veg122Os dois lembram que começaram a fazer tempeh em casa, em quantidades pequenas, até decidirem investir na ideia, que vem ganhando espaço na capital paulista.

– Revista dos Vegetarianos: Como surgiu a ideia de criar a Mun?

Thomas: Eu sou brasileiro, mas meu pai é norte-americano e morei muitos anos nos Estados Unidos. Lá o tempeh é uma coisa bem comum, bastante usada. Quando eu vim morar no Brasil, percebi que não encontrava facilmente. E foi aí que surgiu a motivação de aprender como fazer. Conhecendo o Eduardo, a gente foi conversando melhor e decidimos seguir com essa ideia.

Eduardo: A gente buscou outras maneiras de fazer, porque o tempeh é tradicionalmente feito de soja, então optamos por fazer com feijão-fradinho e arroz negro, que culturalmente seria uma aproximação mais imediata com o que a gente conhece no Brasil. Também usamos a ervilha com quinoa.

– RV: E como o veganismo entrou nisso tudo? Vocês são veganos?

Thomas: Sim, nós dois somos veganos. O veganismo só agregou. A gente acha que nem conseguiria vender outro tipo de produto que não fosse vegano, pela essência da nossa filosofia.

– RV: E como foi o pontapé inicial?

Eduardo: Eu trabalhava com produção de arte em televisão, sou formado em comunicação social, e isso beneficiou o fato de a gente criar a identidade visual da empresa, a escolha das cores, do próprio nome, essa filosofia estética.

Thomas: Eu estudei biologia humana. A minha parte foi mais pesquisar como produzir em escala o tempeh, buscar maneiras de crescer, de criar.

– RV: Como tem sido a aceitação?

Thomas: O nosso produto principal é o tempeh in natura. Em eventos, conseguimos mostrar para as pessoas o que é o tempeh, qual é o sabor. A aceitação tem sido muito boa, tanto que hoje temos cinco ou seis pontos de vendas muito importantes para nós.

Eduardo: O essencial foi e continua sendo mostrar para as pessoas que o tempeh é o primo-irmão do tofu. Você deve temperar, marinar, pode empanar, colocar no forno. É um alimento extremamente versátil.

– RV: De onde veio a ideia do nome da marca?

Eduardo: O nome MUN no nosso logo tem o U grego, que parece um V, e muita gente tem dificuldade de visualizar. Ele faz analogia a lua, moon em inglês. Nós dizemos que são alimentos urbanos e cósmicos, a nossa unidade de produção é no centro de São Paulo, e a nossa ideia sempre foi esta: produzir alimento natural em uma cidade cosmopolita.

– RV: Quais os planos para o futuro?

Eduardo: Em 2017, queremos expandir os locais de venda. Também estamos estudando a possibilidade de produzir subprodutos do tempeh, como nuggets. E já estamos estudando novos sabores com outras leguminosas.

Mun Artesanal
www.munartesanal.com
(11) 97594-1177 | (11) 97594-4116

Esse texto foi retirado da Revista dos Vegetarianos, seção Empreendedor do mês, edição 122.


Site integrante do portal Europanet | Copyright © 2017 Editora Europa Ltda. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site